Dicas

PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS DO HIBISCO
Postado em 06/08/2015

PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS DO HIBISCO

O hibisco é um alimento funcional nos países da Ásia (Japão, China, Coreia e Taiwan), e o interesse econômico está nos cálices desidratados, utilizados mundialmente para a produção de bebidas, alimentos, conservantese antioxidantes. Essa planta também é conhecida como vinagreira, é uma planta pertencente à família das Malváceas. A medicina tradicional tem atribuído às flores do hibisco propriedades diuréticas, anti-hipertensivas e antioxidantes. Também é composta por alto teor de Vitamina C. Seus extratos são ricos em flavonóides e antocianinas que contribuem para essas propriedades.

Dentre as substâncias bioativas mais estudadas atualmente estão os flavonóides, que constituem o mais importante grupo de compostos fenólicos. Os compostos fenólicos no hibisco consistem principalmente de antocianinas glicosiladas. Esses pigmentos são importantes em plantas devido à alta atividade biológica e são encontradas principalmente nas flores e frutos.

Além das propriedades antioxidantes, o hibisco também é tradicionalmente utilizado como diurético, no tratamento de desordens intestinais, infecção hepática, febre e hipertensão. Ensaios farmacológicos tem demonstrado uma gama de efeitos terapêuticos, como hepatoprotetor, antibacteriano, anti- câncer, anticolesterol, anti-hipertensivo.

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), por meio da Portaria nº 519, de 1998, considera que as flores do hibisco podem ser consumidas como chá, preparadas por meio de infusão ou decocção. Já as sementes do fruto doHibiscussabdariffaL. surgem como subproduto. Essas estruturas vegetais podem ser fonte de antioxidantes. Ao serem trituradas, são empregadas na alimentação como fonte expressiva de proteína e, se torradas, podem substituir o café.

Diante de tantas propriedades terapêuticas é importante incentivar seu consumo, inclusive inovando preparações a partir dessa planta. Vamos tomar um chazinho?!